sábado, 5 de dezembro de 2009

Colecionador de bons momentos!

E aee pessoal, como vão todos? Eu estou de volta depois de 2 semanas de abandono total ao meu blog (pobrezinho dele). Do lado de cá da tela, as coisas vão bem e tranquilas, ou seja, está tudo sob controle. Peço desculpas a todos vocês por não ter comparecido aqui durante todo este tempo, mas realmente estive muito ocupado, trabalhando e aprendendo novas coisas o tempo todo; as vezes tenho a impressão de que quanto mais o tempo passa menos tempo disponível eu tenho para fazer o que gosto.


Opaa... já achei minha "deixa" para o assunto de hoje. Como já estamos em tempos festivos, nos despedindo de 2009, o momento é mais que propício para pensar no tempo que passou. Todos os "dezembros" eu costumo fazer um balanço a cerca dos acontecimentos do ano concluinte (acho que posso classificar assim) e este ano já comecei minha jornada de reflexão. Acredito que pensando no tempo que passou posso verificar se o que planejei se realizou, posso me certificar a cerca das metas que alcancei e daquelas que não atingi e posso também planejar o próximo ano. Apesar de ser um trabalho prazeroso (posso te garantir) pensar no ano que passou é sempre uma tarefa milindrosa e demorada.
Enquanto penso sobre meu ano de 2009 já cheguei à primeira conclusão: me tornei um colecionador de bons momentos. Descobri isto há algumas semanas, quando fui padrinho do casamento de uma grande amiga. Neste evento eu pude dividir um momento prazeroso com alguns dos meus melhores amigos, e pude ver que aquele espaço de tempo seria mais um para a "coleção". Depois disto pensei sobre todos os bons momentos que passei em 2009 e vi que realmente este ano eu consegui vários objetos para minha coleção.
Conheço pessoas que colecionam vários tipos de objetos diferentes e há aqueles que colecionam coisas no mínimo intrigantes (como o colecionador de baratas) e hoje eu me auto-declaro COLECIONADOR DE BONS MOMENTOS. Apesar de minha pouca idade (ahh sou novinho viu galera... 22 aninhos na lataria só!) eu costumo afirmar que a única riqueza que realmente valorizo é meu patrimônio intelectual e isto inclui momentos felizes com pessoas que amo.
Pensem comigo: o carro, a casa, o dinheiro, os bens, tudo isto é consumido pelo tempo - mas suas memórias sobrevivem enquanto vc estiver vivo. Na vida presenciamos muita coisa se acabar (até a própria vida) mas nunca vamos presenciar a decadência de nossas lembranças. Portanto, acredito que cultivar boas lembranças deveria ser o bem mais ambicionado pelos homens. Tenho certeza de que viveríamos melhor e mais tempo, se pensássemos todos desta maneira.
Por outro lado, não desprezo a ideia capitalista de ter um bom patrimônio material e acredito ser sensato investir no futuro. Tenho objetivos financeiros também (clarooo... afinal de contas, lembranças não põem comida na mesa) contudo nada disso valeria a pena se não fosse para adquirir novas experiências, conhecer novas pessoas e viver aventuras inéditas. Certamente ter "história pra contar" é melhor do que morrer rico, sozinho e amargurado.
Continuo meditando a cerca de 2009 (isso vai levar o mês de dezembro todo) mas "de cara" posso afirmar que esta será minha meta principal para 2010: colecionar bons momentos. Quero adicionar à minha lista algumas coisas inéditas como o salto de páraquedas e sem esquecer de mensionar meus velhos e bons amigos e aqueles que conhecerei no próximo ano.


Bom pessoal, fico por aqui mas espero ter convencido vocês a entrarem para o clube dos colecionadores, poderíamos até fazer uma comunidade no orkut. Lembrem-se que viver somente vale a pena se for pra ser feliz.


P.S.: juro solenemente não abandonar mais meu blog, meus seguidores e meus posts!




Abraços a todos...

Um comentário:

martins111 disse...

Que Jesus nos una e sejamos uma grande familia na paz e na graça do amor cristão. Graça e Paz. http://joaorevela.blogspot.com/

Postar um comentário